ACERTANDO O ALVO

postado em: Blogs | 1

20160108_190755

 

Um amigo me ensinou sua interpretação da passagem dos evangelhos conhecida pelas “bem aventuranças”. Causou-me tanto bem que resolvi compartilhar.
Segundo a sugestão dele podemos ler Mateus 5 assim:

  • Felizes são os inacabados, os ensináveis;
  • Felizes são aqueles que se importam; que se condoem; os capazes de ter emoções;
  • Felizes são os senhores dos seus impulsos; os ponderados;
  • Felizes os que abraçam a verdade; aqueles em que sentimento e prática estão alinhados; os que não vivem uma dicotomia paranoica entre o que falam e o que fazem;
  •  Feliz é o que se compadece do outro e consegue se imaginar na mesma condição alheia; este tal é capaz de perdoar e ser perdoado;
  •  Feliz é o que abre mão dos juízos e guarda seu coração limpo para com todos; talvez este tenha compreendido que o sol brilha para todos, tanto bons como maus;
  •  Feliz é o que busca a paz e não se alegra nas fofocas, ao contrário dedica-se a construir pontes entre os homens;
  •  Feliz é aquele que incomoda a comunidade que o cerca por viver fazendo aquilo que é bom;
  •  Feliz mesmo é quem abriu mão de julgar;
  •  Felizes são os comedidos; os que têm discernimento quando e para quem se doar, e quando assim fazem, não agem por marketing pessoal em busca do aplauso de homem algum, ao não ser de sua própria consciência;
  •  Felizes mesmo são os que aprenderam que a aparência pode não corresponder à verdade, por isso se controlam na espera dos comportamentos para, daí, contemplarem os frutos;
  •  Feliz é aquele que descobriu que a “felicidade” é um caminho íntimo e único;
  •  Feliz é aquele que descobriu que não se perde nada; este tal pode até sentir saudades, porém não se desespera;
  •  Feliz é aquele que tem em si uma consciência grata pela sua própria existência;
  •  Feliz é o que entendeu que não existe magia para ser feliz, mas sim uma decisão, uma atitude cuja origem é fruto do próprio amor que foi enxertado em seu coração.Obrigado amigo.

Uma resposta

  1. juliano rovetta rangel

    muito bom! o texto romanceado! ajudou bastante, principalmente no primeiro versículo Felizes são os inacabados, os ensináveis ” felizes são os pobres de espírito”.

Deixe uma resposta